terça-feira, 16 de abril de 2013

Marco Feliciano conta com apoio de líderes evangélicos em Brasília

 


O pastor e deputado federal Marco Feliciano está contando com um o apoio de 24 mil pastores que estarão se reunindo em Brasília nesta semana pela Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), o deputado também está contando com uma moção a seu favor que pode ser aprovada nesta terça-feira (09).
A Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, denominação de Marco Feliciano, é uma das várias que estarão presentes no encontro. O apoio dos pastores que estarão reunidos será de grande ajuda para a permanência de Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados.
Marco Feliciano terá apoio de muitos outros pastores, porém nem todos estão a favor do parlamentar continuar presidindo a CDHM, um exemplo disso é o atual presidente da CGADB, José Wellington Bezerra, ele diz que Feliciano não tem condições de presidir a Comissão de Direitos Humanos. “Não existe moção de solidariedade, isso não vai surgir da diretoria. Ele é um moço muito inteligente, bem preparado na área religiosa, mas alguém para presidir aquela comissão tem de ser neutro, sem qualquer paixão. As declarações que ele fez o tornaram incompatível para o cargo. Feliciano está tirando proveito da situação”, disse José Wellington ao Globo.
O pastor José Wellington vai disputar a presidência da Convenção Geral das Assembleias de Deus pela décima vez. A votação que determinará o próximo presidente da Convenção será na quinta-feira (11) e o principal oponente do atual presidente será o pastor Samuel Câmara.
A moção de apoio a Marco Feliciano não precisa partir do presidente da CGADB, mas pode ser sugerida por qualquer um dos pastores presentes no encontro na tarde desta terça-feira, na qual Feliciano afirmou que estará presente. O parlamentar falou que estará presente na sessão de quarta-feira também, para receber o apoio dos pastores presentes.
O deputado Marco Feliciano também está contando com o apoio de uma mobilização evangélica, que deve acontecer em Brasília e será liderada pelo pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia. Um protesto deve ser convocado para o fim de maio, em frente ao Congresso Nacional. Segundo Malafaia, o ato vai além da defesa de Feliciano: “A ideia é fazer uma manifestação pacífica pelas liberdades de expressão e religiosa, pela vida e pela família tradicional”, disse Malafaia.